Este Blog está desactivado e foi substituído com um novo nome e um novo endereço.
Por favor click em :



O BLOG DO CONCELHO DE ALCANENA

11/02/08

Museu do Curtume - Contradições


Blog PSD ALCANENA (06 Fev):

É do conhecimento geral que as obras de construção do Museu de curtume já iniciaram, no passado dia 7 de Janeiro, estando os trabalhos no valor de 1 milhão e 650 mil euros, a cargo da empresa Lena Construções, devendo estes estar concluídos até ao final de Setembro de 2008.Neste âmbito, procedeu-se à demolição dos antigos celeiros da EPAC, a fim de se iniciar a construção do edifício que se constituirá no Museu do Curtume.

Várias foram as perguntas colocadas em sede de executivo camarário pela vereadora do PSD, assim como numa reunião agendada para o efeito pelo Sr. Vice Presidente, onde estiveram presentes, os técnicos responsáveis pela obra, os Senhores vice-presidente e chefe de gabinete e os três vereadores da oposição.Ficámos, desta forma, a saber que:

- o museu será composto por dois andares, nos quais haverá zonas de exposição permanentes e temporárias, pondo em evidência os processos e métodos utilizados desde o século XVIII nas actividades de curtumes; módulos multimédia; auditório que funcionará como centro educativo; espaço a dinamizar pelo CTIC, entre outros.
- a verba orçada apenas diz respeito à construção do edifício;- não existe orçamento quanto aos restantes custos: recuperação de máquinas; equipamento diverso; módulos multimédia, tendo sido afirmado que a recuperação de cada máquina rondaria os 10 000 euros.

Perante esta informação ou falta dela, a vereadora do PSD questionou de novo o executivo, na reunião de 28 de Janeiro, nomeadamente sobre:- de acordo com os documentos disponíveis no site do Plano Operacional da Cultura http://poc.min-cultura.pt/ , o total do investimento do Museu do Curtume é de 1.874,26 €, sendo apenas 54% elegível (1.012.014,14), não se sabendo até à data, se o município irá, de facto, receber essa percentagem, dado que ainda continua na 3ª posição em overbooking.

Neste sentido, caberá à câmara custear os restantes 46%, isto é, 862,224,586€, ou a totalidade da obra.- do conhecimento que obtivemos do projecto, ficámos com a certeza de tratar-se de uma obra megalómana e que a autarquia ao contrário do que tinha afirmado anteriormente, se lançou “sem rede”, isto é, sem ter garantido o seu financiamento;

De acordo com as condições gerais de aprovação do POC, (Programa a que o município se candidatou) existem regras que o município tem que cumprir para obtenção do financiamento, a saber (entre outras):
- Garantia que o projecto tenha início material no prazo de 6 meses, devendo o projecto de contratação encontrar-se na fase de adjudicação;
- Demonstração da viabilidade económico-financeira do projecto;
- Demonstração da viabilidade económico-financeira da manutenção e reposição do projecto.

Neste âmbito, a vereadora do PSD solicitou os seguintes documentos:
- Estudo de viabilidade económico-financeira do projecto;
- Estudo da sustentabilidade económico-financeira do projecto quanto às condições de manutenção e reposição.

A resposta não podia ser mais surpreendente, na medida em que o Senhor Presidente afirmou: desconhecer essas condições de aprovação; não possuir tais documentos, pois ainda não lhe tinham sido solicitados; que os estudos de viabilidade económica dizem aquilo que nós queremos que eles digam…

Mais uma vez e à semelhança do que aconteceu com projectos, como o Hotel, o Centro de Ciência Viva, a autarquia continua a assumir despesas cuja real proporção desconhece, nem se preocupando em estudar formas de rentabilizar estas despesas megalómanas em reais investimentos que revertam a favor do desenvolvimento do concelho.

Mais uma vez, assistimos à falta de visão de um executivo que se contraria sistematicamente, cuja gestão económica danosa prejudica o presente eo futuro do concelho.

O PSD de Alcanena :
- não põe em causa a pertinência do perpetuar da identidade do concelho personificada parcialmente neste projecto;
- lamenta, sim, esta atitude do executivo e reafirma que todos os investimentos projectados e sustentados em projectos de viabilidade económica-financeira que permitam agregar investimentos das forças vivas do concelho e/ou fora deste podem ser mais valias para o desenvolvimento do município;
- só reconhece a valia de um projecto desta natureza, quando alicerçado em todos os pressupostos que devem suportar investimentos desta índole.

Retirado do blog: http://www.psdalcanena.blogspot.com/ com assinatura de Ana Cláudia Coelho, Vereadora do PSD. O rearranjo do texto e destaques são da nossa responsabilidade.

COMENTÁRIO: como é possível? A ser verdade o que a Sra. Vereadora diz, um mínimo de quase um milhão de euros (fora os tais outros custos relativos ao recheio) vão ser suportados pela Câmara num Museu megalómano. (JMQ in "Minde-Online)"

2 comentários:

pm disse...

Ainda bem que alguém da oposição nos vai dando uns tópicos sobre os projectos secretos da CMA.
Bem haja por isso Dra. Ana Claudia!

É preciso lata para se fazer uma obra com estes custos, e não haver um desenho, uma descrição, uma maqueta, Nada.
Tirando o que vem escrito nalgumas actas, a CMA ainda não revelou ao Concelho nada, mas mesmo nada, sobre este Museu do Curtume e o Projecto Alcanena 2013.
Só mesmo neste concelho!

Faço votos para que me engane, mas vai haver aqui pano para mangas de verdadeiras histórias até esta obra estar concluída.
Alguém meteu na cabeça que este museu ter de ser construído neste mandato, e mesmo sem condições financeiras para tal, vai avançando e depois logo se vê.

Mais dívida, menos dívida, o Museu é que tem de ser o emblema das próximas eleições.
E o que é que nós cidadãos podemos fazer? Pouco.
Eles é que sabem, querem, podem e mandam. Nós só temos de aplaudir com uma bandeirinha amarela na mão.

Do mal, o menos.
Antes gastá-lo assim do que em viagens para Cabo Verde.

Anónimo disse...

é verdade mas também é verdade que cada um só tem o que merece...

Alcanena sempre foi governada (MAL) por pessoas que não são de Alcanena.

parece que os alcanenenses preferem os petiscos, os cafés para dizer mal mas nada fazer!

Portato é assim. má nada!

Já viram o que fizeram do nosso cine-teatro? e o que fizerem ou disseram?

pois é, andam distraidos com o futebol, com as conversas de café, etc... acordem e olhem por Alcanena.

António